Um Pouco Mais Pessoal

by Wednesday, July 19, 2017

This post is also available in: Inglês

Eu tenho que ser honesta aqui, eu tenho sumido e evitado escrever por um bom tempo. E de início eu achava que simplesmente nao estava mais inspirada.

Mas aos poucos fui notando que o real motivo é que eu tenho evitado escrever sobre a minha realidade, sobre meus medos, desafios e dias tristes. Eu queria poder mostrar pra voces os dias alegres, as viagens, as compras, e as vantagens de morar fora do Brasil. Mas por mais que essa tenha sido minha escolha, e que parte de mim esteja feliz, minha outra metade sofre com as diferenças e a distancia.

Eu acho que meu medo de escrever e expor meus sentimentos é de ser criticada e interpretada de maneira errada. Muitas vezes eu me sinto culpada de ter saído do meu país, de estar longe dos meus pais enquanto eles envelhecem e sinto que nao deveria reclamar ou me sentir mal por estar vivendo por parte a vida que eu procurei ter. A verdade é que esse sentimento me consome. Nao acontece todos os dias mas tem acontecido com mais frequencia do que eu imaginava ou gostaria.

 Nao é “só” isso que me atormenta, acho que passo por uma fase de transicão e desconhecimento.

Acredito que a crise dos 30 finalmente chegou. Talvez eu precisasse viver esse 2 primeiros anos na casa dos 30 pra entender que essa crise realmente existe. A vida adulta virou realidade, as duvidas e os medos tem sido constantes, e tudo isso so faz me afastar das pessoas. E eu tenho me tornado alguem que nem eu mesma reconheço, e isso me assusta.

Tem alguem ai? Tem alguem ai passando e sentindo o mesmo? Se sim, me digam oi por favor. Me digam que isso passa e o que posso fazer pra superar tudo isso?

Crise dos 30 AS Blog

Crise dos 30 AS Blog

Eu sempre fui uma pessoa muito alegre e extrovertida, cheia de amigos ao redor. No Brasil eu tinha muitas amigas (ainda tenho) e muitas sinceras e eternas apesar da distancia. Mas aqui tenho dificuldade de conectar, de me abrir e manter as amizades. E nossa isso me doi muito, porque jamais pensei que passaria por isso. Sera a idade? A vida corrida? Eu estou em Sacramento ha 2 anos e sim conheci pessoas, conectei com algumas mas não é mais a mesma coisa de quando fazia amizade ha 10 anos atras.

 Eu ouvia muito falar que nos temos personalidades diferentes quando falamos outra lingua, não achava isso possivel, mas hoje eu entendo. Entendo que quando eu falo Portugues eu falo sem pensar em muitos detalhes, eu me expresso sem medo, a voz e o assunto fluem e não existe pressão. Mas quando falo em Ingles, por mais que ja fale mais fluente, meu inconsciente pede cautela.

‘Cuidado com as palavras Andrea, voce não sabe como aquilo sera interpretado’.

E ai voce ja não é voce mesma, esta sempre pensando muito antes de falar. E muitas vezes ainda sinto uma certa diferenca mesmo quando estou com pessoas que me sinto a vontade, quando xingo ou estou feliz.

Ja me peguei varias vezes no trabalho pensando, poxa minha colega fulana não sabe exatamente como eu sou, como sou divertida e legal pra tomar uma cerveja apos o trabalho, porque por mais que a gente brinque e conte uma piada, eu não estou sendo meu verdadeiro eu. Complicado neh?

Ambiente de trabalho é outra diferenca que sinto por aqui que talvez tenha contribuido pra essa crise dos 30, mas não vou esticar mais não. Depois eu volto pra falar mais, assim espero.

Espero poder me abrir mais, quem sabe isso não me ajude a superar essa fase. Acho que apertar o botão de postar vai ser o desafio maior, mas se voce estiver lendo, é porque tive a coragem e o primeiro passo foi dado!

Obrigada.

Andrea…

Eu sou Andrea, Recrutadora e Autora do Andrea Santana Blog.
Fique ligado diariamente atraves do Instagram: @asblog_ e Twitter @soul_drea. Inscreva-se também no canal do YouTube e na pagina do Facebook.

0
16 Responses
  • Mariana Colella
    July 19, 2017

    Andrea, eu também tenho dias em que passo pelos mesmos questionamentos. Envelhecer assusta e não é tão simples quanto parece na TV. Relacionar-se com amigos, casar, pensar ou não em filhos, em gastar com viagem ou ser responsável… sem contar as pressões externas constantes. Respira, lembre-se que o importante é sempre ser feliz e siga o seu coração sempre! E pode contar comigo ❤

    • Andrea
      July 19, 2017

      Mari obrigada por passar por aqui e eh bom saber que nao estou sozinha!

  • Martha
    July 19, 2017

    Super me identifiquei com varias coisas. Tambem estou passando por uma fase assim. Tenho a sorte de ter minha familia aqui comigo entao neste ponto nao tenho como reclamar. mas mesmo assim varios desses outros sentimentos compartilho com voce! Imagino o quanto deva ser dificil. Forca amiga, vamos tentar nos redescobrir, focar nas coisas boas e encontrar solucoes pro que esta deixando a gente pra baixo. Tamo junto!

    • Andrea
      July 19, 2017

      Aw Martha muito obrigada pelas palavras e por passar por aqui sempre!

  • Lívia Lamblet
    July 19, 2017

    Lindona, eu entendo muito você. Tem horas que eu também não me reconheço. Tenho 33 anos e ficar esse tempo nos EUA e agora essas férias no Brasil tem sido uma explosão de sentimentos. Também me sinto culpada por conta da minha família. Olho meus avós tão velhinhos, minha mãe cheia de problemas…e o mundo exterior me chama. Me dói mais do que tudo o Português não ser a primeira língua da minha filha, porque é uma língua linda e rica. Depois que mudei pro exterior me senti muito mais brasileira, me senti muito mais pertencente ao meu país, coisa que nunca senti antes. Fica tranquila e ouça seu coração, tudo vai passar, independente de onde você estiver. Se precisar conversar, estou aqui. Beijão!!

    • Andrea
      July 19, 2017

      Awww Livia eu imagino que seja um desafio e tanto educar filhos em 2 linguas, mas voce consegue acredite! Muito obrigada pela forca!

  • Karol Maia
    July 19, 2017

    Amiga… depois vou no zap gravar um audio pra vc… so quero dizer que compartilho da crise tb… a gente virando gente grande… a gente muda mesmo…e toda mudança gera instabilidade e requer entendimento proprio..bacana vc ja ter realizado isso eu por exemplo tive que ler seu post pra entender tb que o que venho passando pode ser por conta da crise dos 30 tb! Keep writing 👍👍👍👍 Amei. Beijos

    • Andrea
      July 20, 2017

      Te amo amiga! me manda zap sim!

  • Juliane
    July 19, 2017

    Toca aqui !
    Crise dos 30, preocupacoes em excesso, medos que antes nao existiam, se expressar em outra lingua, etc. Tudo isso faz parte da minha vida nesse momento. Super te entendo. O texto ta muito legal. Adorei e me identifiquei.
    Espero que essas crises sejam apenas pequenos momentos para nos fazer amadurecer e crescer.

    • Andrea
      July 20, 2017

      Tambem espero Ju e obrigada por ter passado por aqui, ler os comentarios de voces me deixa muito alegre!

  • Thiago
    July 19, 2017

    Muito legal sua reflexão Andréa! Estou chegando nessa fase e volta e meia bate a angústia se estou no caminho certo ou não. O importante é buscar se conhecer melhor e tirar algum aprendizado de todas as situações. Te admiro demais prima! Bjo

    • Andrea
      July 20, 2017

      Ah primo que legal ver voce por aqui! saudades! e obrigada pela forca!

  • Fey
    July 19, 2017

    Girl, cheguei nos 30 final do ano passado e achei que esse ano tudo seria diferente, que atingiria objetivos e tudo mais. Até agora nada de wow aconteceu to be honest, mas sim entendo seu ponto de estarmos longe de família e o quanto vale a pena essa vida aqui?! Queria te dar um abraço agora mas vai via internet mesmo. ❤️❤️

    • Andrea
      July 20, 2017

      Fey tamo junto e to aqui recebendo seu abraco virtual! Voce eh uma brave girl e eu te admiro viu! Muitas conquistas ainda virao!

  • Kecia
    July 20, 2017

    Gataaaa, tô vivendo isso exatamente agora que fiz 30. Existe sim, tô vivenciando essa fase de mudanças , e q fase doida né! Mas tamo juntos 💖

    • Andrea
      July 20, 2017

      Kecia sua linda, eh nos queiroz lol

What do you think?

Your email address will not be published. Required fields are marked *